Logotipo | Portal CDL Barra Mansa

CERTIFICADO DIGITAL

Faça conosco seu cartão de segurança em transações online.

Saiba mais

UNIMAX

Plano de Saúde com a melhor tabela da cidade.

Simule aqui

SPC CONSULTA

Associado, faça aqui suas consultas de SPC.

Realizar Consulta

CDL Barra Mansa otimista com ampliação do horário do comércio

Ícone - Data de Publicação 26/08/2020      Ícone - Autor CDL BM



Foto -  CDL Barra Mansa otimista com ampliação do horário do comércio

< Voltar para notícias



O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, assinou no dia 20 de agosto, o Decreto n° 9934 que dispõe sobre o funcionamento das atividades empresariais no âmbito do enfrentamento à Covid-19. Segundo o documento, os comércios do centro da cidade podem funcionar agora das 11h às 19 horas, de segunda a sexta-feira; e aos sábados das 9h às 14 horas. Já as megalojas Casas Bahia, Ponto Frio e Lojas Cem poderão funcionar de 7h às 15 horas. Já o comércio nos bairros e as lojas de serviços essenciais mantêm seus horários antigos. A ampliação do horário era uma solicitação da CDL Barra Mansa para que houvesse mais comodidade para os consumidores e evitasse aglomerações nas ruas da cidade. 


 
“Essa medida ajuda a retomar, aos poucos, a flexibilização. Precisamos nos readaptar a atual realidade e a esta nova forma de trabalhar. O lojista tem uma demanda grande para que o horário volte ao normal e estender o funcionamento, por algumas horas que seja, já é um bom sinal que estamos conseguindo retomar à normalidade”, disse o presidente da entidade, Leonardo dos Santos, lembrando, no entanto, que os cuidados ainda se fazem necessários. “Os lojistas devem disponibilizar álcool em gel para os clientes, cobrar o uso de máscara e evitar aglomerações em seus estabelecimentos. Vencer esta pandemia é dever de todos, comerciantes, consumidores e população em geral”. 


 
A ampliação do horário do comércio, de fato, agradou os comerciantes que esperam compensar as vendas perdidas durante o período de restrições mais rígidas, quando as lojas precisaram ficar fechadas. É o caso de Christiane Mohalem, lojista no segmento de brinquedos e papelaria. “Para nós, comerciantes, é muito bom que as coisas voltem ao normal aos poucos. É o que chamamos de ‘novo normal’, com as devidas proteções e cuidados. Ter mais uma hora no nosso dia para realizarmos o trabalho é importante, uma vez que os clientes também terão mais tempo para irem às ruas e, assim, evitar as aglomerações”, pontuou. 


 
Rômulo Gonçalves é dono de uma joalheria e concorda que o novo horário vai facilitar a vida de todos. “As pessoas poderão sair dos bancos e resolver suas coisas de forma mais rápida e, com isso, voltar às suas casas, diminuindo assim o fluxo nas ruas. Esta mudança será muito significativa também para os comerciantes, que terão mais oportunidades para atender seus clientes. Todos juntos, cada um fazendo sua parte, venceremos este vírus”. 


 
O Decreto n° 9934 ainda define que bares, restaurantes e lanchonetes deverão manter as regras por, pelo menos, mais dez dias. Entre as normas, constam o horário de funcionamento restrito até às 23h; uso de, no máximo, 50% das mesas; aferição de temperatura de clientes na entrada, para estabelecimentos com capacidade para mais de 40 pessoas; além da proibição de mesas nas calçadas e permanência de clientes em pé no interior desses locais. O comerciante que descumprir as normas poderá sofrer penalidades estabelecidas pela legislação municipal. 


 
Retomada e otimismo


 
A Pesquisa de Impacto da Pandemia de Coronavírus nos Pequenos Negócios, realizada pela FGV em parceria com o Sebrae, aponta que 76% dos pequenos negócios já estão funcionando, sendo a maioria (63%), porém, de forma diferente de como era antes da crise causada pela pandemia. O levantamento também mostra que houve uma melhora no nível de endividamento dos pequenos negócios. De 40% dos empresários que possuíam empréstimos ou dívidas em atraso em junho, o número caiu para 36%. Outro dado importante levantado pela FGV e Sebrae afirma que a busca pela inovação e digitalização das empresas deixou de ser uma tendência e passou a se tornar realidade para 66% dos pequenos negócios, sendo que, entre as diferentes plataformas, a versão comercial do WhatsApp é a ferramenta digital mais procurada. Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o resultado da pesquisa mostra que “um novo cenário começa a se desenhar, com melhores expectativas para os donos de pequenos negócios e que o importante agora é manter esse ritmo positivo daqui para frente”. 
 





< Voltar para notícias



Compartilhar:

CURSOS E EVENTOS





CONECTE-SE ÀS REDES SOCIAIS

Acompanhe as redes sociais da CDL Barra Mansa e fique por dentro de todas as novidades!